Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

05/01/2018

S.O.S. Painéis figurativos/publicitários - Apelo à CML à sua classificação e vigilância


Exmo. Senhor Presidente
Dr. Fernando Medina,
Exma. Senhora Vereadora
Dra. Catarina Vaz Pinto


C.c. AML, SOS Azulejo e media

No seguimento do roubo de azulejos de um dos conhecidos painéis figurativos/publicitários da Leitaria Anunciada (https://cidadanialx.blogspot.pt/2017/12/azulejos-da-leitaria-anunciada-apelo.html), que levou a que tivéssemos apelado (https://cidadanialx.blogspot.pt/2017/12/e-preciso-combater-venda-ilegal-de.html) à Câmara Municipal de Lisboa para a necessidade urgente de se combater, de uma vez por todas, o tráfico ilegal de azulejos (desde logo por via de campanhas de sensibilização junto dos potenciais compradores, mas também na fiscalização efectiva – tolerância zero – a locais como a Feira da Ladra e as chamadas "feiras de velharias", onde, por sinal, são cada vez mais os postos de venda de azulejos de proveniência duvidosa), serve o presente para:

Apelar a Vossas Excelências para a urgência de facto na classificação e vídeo-vigilância (eventual comparticipação nos custos de instalação), e, nalguns casos, restauro competente (idem), de um conjunto de painéis figurativos/publicitários de grande valor histórico-patrimonial, a saber:

-Antiga Farmácia Ultramarina (foto 7et.fa.ulisboa);
-Casa dos Parafusos (idem);
-Leitaria A Camponesa (foto de Ana Lopes de Almeida/Biblioteca de Arte-FCG);
-Leitaria A Minhota (foto de Ana Paula Costa);
-Pastelaria Bola-Cheia (foto de comjeitoarte);
-Bar Americano (foto de et.fa.ulisboa2);
-J.Vilanova (foto de Miss Lisbon);
-Antiga loja de tintas e pincéis do Corpo Santo (idem);
-Sabonetes Sta. Iria (idem);
-Antiga fábrica de balanças à Sé (foto de lisbon lux);
-Farmácia Cruz Nunes (foto Pat.Cultural de Lisboa, azulejos de Jorge Colaço);
-Leitaria Anunciada (idem).

Na expectativa, apresentamos os nossos melhores cumprimentos e votos de Bom 2018!

​Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho, Júlio Amorim​, Jorge Santos Silva, João Mineiro, Gonçalo Cornélio da Silva, José Filipe Soares, Virgílio Marques, Maria João Pinto, Rossella Ballabio, Gustavo Cunha, Pedro Henrique Aparício, Fernando Grade, Miguel Jorge, Maria do Rosário Reiche, Paulo Lopes, António Araújo, José Fonseca, Fátima Castanheira e Maria Ramalho

1 comentário:

Anónimo disse...


Esta destruição TEM de acabar !